domingo, 3 de setembro de 2017

“Mulheres na competição/Vanessa Fernandes vence Ironman de Cascais”



Foto: DR

Vanessa Fernandes venceu o Ironman 70.3, de Cascais, em femininos. A triatleta do Benfica foi a primeira mulher a cortar a meta, batendo a espanhola Sarah Löehr Muñoz. A austríaca Sylvia Gehnboeck completou o pódio. No setor masculino, o vencedor foi o francês Denis Chevrot. O suíço Philipp Koutny ficou em 2.º lugar, enquanto o melhor português foi Bruno Pais, do Estoril, que acabou em terceiro lugar.

Na primeira edição do Ironman em Portugal, Vanessa Fernandes, de 31 anos, concluiu a prova de 113 quilómetros (1,9 km de natação; 90,1 km de ciclismo; e 21,1 km de atletismo) em 4:33.12 horas. A medalhada olímpica de Pequim'2008 bateu uma das favoritas à vitória, a espanhola Sarah Löehr, que terminou com o tempo de 4:34.02. Já a austríaca Sylvia Gehnboeck fez mais dois minutos e 40 segundos.

Fonte: Record on-line

sábado, 26 de agosto de 2017

“Mulheres na competição/“Equipa Portugal/Maria Martins a dois pontos da medalha de prata”

Por: José Carlos Gomes

A portuguesa Maria Martins terminou hoje, com uma excelente exibição, a participação no Campeonato do Mundo de Pista para Juniores, em Montichiari, Itália, sendo a quinta classificada na corrida por pontos, mas ficando muito perto do pódio.

Apesar de ainda competir com as mazelas das três quedas sofridas ontem, Maria Martins assumiu uma postura ativa a atacante na final da corrida por pontos. A corredora portuguesa pontuou em três sprints intermédios e ganhou uma volta ao pelotão principal, finalizando a corrida com 27 pontos, no quinto lugar.

Maria Martins conseguiu a mesma pontuação do que a quarta classificada, a polaca Marta Jaskulska, e ficou apenas a dois da russa Maria Novolodskaya e da italiana Chiara Consonni, segunda e terceira, respetivamente. A única ciclista claramente superior à portuguesa foi a representante do Canadá, Maggie Coles-Lyster, vencedora com 41 pontos.

O resultado final da representante da Equipa Portugal foi prejudicado por um caótico fim de prova, com uma sucessão de quedas nas derradeiras dez voltas. Dois dos acidentes levaram a corrida a ser neutralizada, mas o terceiro, este envolvendo a própria Maria Martins, a seis voltas do final, não motivou qualquer paragem, obrigando a corredora nacional a regressar rapidamente à pista, ficando sem condições de bater-se pela pontuação do final da prova.

“A Maria deu uma excelente resposta, cumprindo o objetivo que tínhamos traçado de ficar no primeiro terço da classificação – foi quinta entre 24 participantes. Mas, mais do que isso, apesar de condicionada pelas quedas de ontem, esteve na discussão do pódio até ao final, algo que não foi possível de alcançar muito por culpa da queda, porque esta aconteceu quando a Maria estava bem posicionada para a discussão do último sprint, o que já não foi possível. Os resultados e as prestações são animadores, mas agora é preciso continuar a trabalhar e a participar em provas internacionais, pois só assim será possível melhorar os resultados e as capacidades táticas e motoras”, considera o selecionador nacional de pista, Gabriel Mendes.

Fonte: FPC

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

“Mulheres na competição/Equipa Portugal/Maria Martins 14.ª em omnium”

Fonte: José Carlos Gomes

A portuguesa Maria Martins foi hoje a 14.ª classificada na competição de omnium do Campeonato do Mundo de Pista para Juniores, disputada em Montichiari, Itália. A corredora da Equipa Portugal sofreu três quedas nesta sexta-feira.

A jornada acidentada começou logo na prova de qualificação, durante a qual Maria Martins teve a primeira queda. Depois de apurada, Maria Martins foi a 14.ª na corrida de scratch, um resultado aquém do esperado, devido a uma falha técnica da ciclista.

Na segunda prova de omnium, a tempo race, Maria Martins estava bem lançada para um resultado de qualidade, mas caiu novamente. Seguiu-se a prova de eliminação, durante a qual a corredora portuguesa experimentou mais uma vez a dureza da pista. Apesar de novo acidente, Maria Martins foi oitava em eliminação, entrando na decisiva corrida por pontos no 12.º lugar da geral.

A corrida por pontos disputou-se a um ritmo infernal. A sucessão de infortúnios não travou a ambição de Maria Martins, que atacou e venceu um dos seis sprints pontuáveis. No entanto, as mazelas fizeram-se notar e a corredora da Equipa Portugal cedeu uma volta ao pelotão principal.

Maria Martins terminou o concurso de omnium, ganho pela italiana Letizia Paternoster, no 14.º lugar. As três quedas impediram a representante nacional de alcançar o objetivo proposto, o primeiro terço da tabela, obrigando à redefinição de metas durante a competição.

“Acabou por ser um dia em que aproveitámos as dificuldades para avaliar a capacidade de resposta da Maria às situações de adversidade. Sob esse ponto de vista, o resultado foi positivo, porque a Maria soube sempre bater-se pelo melhor resultado possível num contexto adverso”, afirma o selecionador nacional de pista, Gabriel Mendes.

O programa do Campeonato do Mundo foi modificado e a próxima competição de Maria Martins, que estava prevista para domingo, acontece já neste sábado. Cerca das 14h00 participará na qualificação de corrida por pontos e, conseguindo o apuramento, disputará a final, cerca das 18h00.

Fonte: FPC

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

"Mulheres na competição/Equipa Portugal/Maria Martins quinta melhor do mundo em scratch”

Por: José Carlos Gomes

Maria Martins iniciou hoje a participação no Campeonato do Mundo de Pista para Juniores, em Montichiari, Itália, com a quinta posição na prova de scratch, vencida pela italiana Martina Fidanza.

A corrida de 30 voltas – 7,5 quilómetros – teve duas fases distintas. A primeira metade da prova disputou-se a ritmo vivo, mas não demasiado forte. A segunda parte da competição decorreu a alta velocidade, com o pelotão, onde esteve sempre incluída Maria Martins, a ter de esforçar-se para anular as sucessivas tentativas de fuga.

As movimentações não resultaram e foi do pelotão que saíram as primeiras classificadas. A italiana Martina Fidanza confirmou o favoritismo e a hegemonia de Itália no ciclismo jovem feminino, impondo-se diante da holandesa Mylene de Zoete, segunda classificada, e da australiana, Alexandra Martin-Wallace.

Entre 24 participantes, Maria Martins partiu com o objetivo de terminar no primeiro terço da tabela, cumprindo a meta estabelecida pelo selecionador nacional, Gabriel Mendes, ao cortar a meta na quinta posição, depois de ter estado na discussão das medalhas até aos derradeiros metros.

“Estou satisfeito com a prestação da Maria, que mostrou evolução em termos de capacidade, mas também tecnicamente. Além disso cumprimos o objetivo a que nos propusemos”, resume Gabriel Mendes.

Maria Martins volta a competir na sexta-feira, em omnium. O apuramento está marcado para as 10h00 e a última das provas pontuáveis acontece cerca das 19h00.

Fonte: FPC

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

"Mulheres na competição/Equipa Portugal/Maria Martins representa Portugal no Mundial de Pista”

Por: José Carlos Gomes

Maria Martins é a representante da Equipa Portugal no Campeonato do Mundo de Pista para Juniores, que se realiza em Montichiari, Itália, entre quarta-feira e domingo.

A corredora ribatejana, já medalhada em dois Campeonatos da Europa, vai competir em três disciplinas durante o Campeonato do Mundo. Na quarta-feira alinha em scratch – uma das disciplinas em que foi já vice-campeã europeia -, fazendo a qualificação às 14h00 e, em caso de apuramento, disputando a final às 17h15.

Maria Martins volta a competir na sexta-feira, em omnium. O apuramento está marcado para as 10h00 e a última das provas pontuáveis acontece cerca das 19h00. A participação de Maria Martins no Campeonato do Mundo encerra no domingo com a corrida por pontos, cuja qualificação está agendada para as 14h15 e a final para as 17h15.

A ciclista lusa apresenta-se com um duplo objetivo, lutar por bons resultados e prosseguir a trajetória de evolução, como explica o selecionador nacional, Gabriel Mendes. “O objetivo-base é continuar formação e o desenvolvimento. A Maria tem vindo a progredir e a demonstrar valor e potencial e necessita deste tipo de eventos para continuar a evoluir”, sublinha o responsável.

“Neste Mundial vamos trabalhar em aspetos que permitam discutir as primeiras posições em todas as corridas em que vamos participar, ou seja, tentar sempre o primeiro terço da classificação, o top 8”, explica Gabriel Mendes.

Fonte: FPC

sexta-feira, 21 de julho de 2017

“Mulheres na competição…”Maria Martins a um ponto da medalha de prata em omnium”

Campeonato da Europa de Pista Sub-23 e Juniores

A portuguesa Maria Martins teve hoje um desempenho exemplar na equilibradíssima competição de omnium para juniores femininas do Campeonato da Europa de Pista, terminando na sexta posição, mas apenas a um ponto da medalha de prata.

A corredora lusa voltou a entusiasmar os compatriotas que se deslocaram ao Velódromo Nacional, em Sangalhos Anadia. Maria Martins começou o concurso de omnium com o sétimo lugar em scratch, foi depois oitava na corrida tempo e segunda em eliminação. Chegou à corrida por pontos no sexto posto da geral.

Como os pontos conquistados na prova final são adicionados à geral de omnium, Maria Martins esperou pelo momento certo para atacar. Conquistou os 20 pontos inerentes a uma volta de avanço sobre o pelotão e ainda logrou pontuar e dois sprints intermédios. Esteve durante quase toda a corrida pontos no terceiro lugar provisório, mas não resistiu a uma eletrizante ponta final que deixou os primeiros lugares presos por poucos pontos. A exceção foi mesmo a primeira posição, ocupada com grande superioridade pela italiana Letizia Paternoster, que somou 137 pontos.

A segunda classificada foi a ucraniana Olha Kulynych, com 115 pontos, tantos como a terceira, a russa Maria Novolodskaya, e a quarta classificada, a belga Shari Bossuyt. Maria Martins foi sexta, com 114, em igualdade pontual com a quinta classificada, a representante de França Valentine Fortin, numa classificação com um equilíbrio muito pouco visto.

Portugal esteve ainda representado na categoria de sub-23. Soraia Silva estreante neste escalão, participaram nas finais diretas de corrida por pontos.

Soraia Silva teve um desempenho menos vistoso, não conseguindo pontuar, mas logrando manter-se sempre no pelotão principal da corrida por pontos feminina. Acabou na 13.ª posição entre 14 participantes. A alemã Tatjana Paller, terceira no ano passado, chegou agora à medalha de ouro, com 55 pontos, mais 12 do que a olímpica dinamarquesa Amalie Dideriksen e mais 13 do que a britânica Mannon Lloyd, que a acompanharam no pódio.

Portugal esteve ausente das disciplinas de velocidade, que hoje coroaram três campeões europeus. Na velocidade individual para sub-23 femininas, a ucraniana Olena Starikova recorreu à astúcia e a uma leitura tática invulgares para subir ao lugar mais alto do pódio, relegando a alemã Pauline Grabosch para o segundo posto e a holandesa Hetty van der Wouw para o terceiro lugar.

Em velocidade individual para juniores masculinos triunfou o francês Rayan Helal, que suplantou o russo Dmitry Nesterov na luta pela medalha de ouro. O terceiro foi outro representante da Rússia, Pavel Perchuk.

O Campeonato da Europa de Pista para Sub-23 e Juniores prossegue neste sábado, em Sangalhos, A Equipa Portugal vai ter a representante Soraia Silva e Maria Martins.

Fonte: FPC

“Mulheres na competição… “VANESSA FERNANDES QUER GANHAR O IRONMAN 70.3 PORTUGUÊS”

“O Ironman é a marca mais conhecida a nível mundial. Acredito que vai contribuir para o aumento do número de praticantes em Portugal.”                                                                            

Vencedora da Taça do Mundo de Triatlo, em 2007 e vice-campeã olímpica em 2008, Vanessa Fernandes confirmou, esta sexta-feira, a inscrição no Ironman 70.3 Portugal Cascais que se realiza a 3 de setembro.

“Sempre adorei treinar em serra, dou-me bem nas subidas e nos percursos difíceis, por isso quanto mais dura for a vertente do ciclismo melhor para mim”, disse com boa disposição Vanessa Fernandes no momento em garantiu a participação na estreia portuguesa de uma prova Ironman.            O entusiamo é notório na triatleta a viver na Quinta da Marinha, em Cascais, muito perto do local da competição. “As provas com esta marca internacional têm uma qualidade elevada e estão sempre inseridas em locais excelentes para viver o desporto de forma saudável.”

Jorge Pereira, diretor da 3 Iron Sports, a organizadora da prova, e que promove o Ironman 70.3 Portugal-Cascais não podia estar mais satisfeito. “Esta participação além de nos orgulhar demonstra que esta é a prova que todos os atletas querem ter no currículo. É um desafio à escala internacional e temos os nossos heróis com grande probabilidade de ganhar à verdadeira “invasão estrangeira”. Mas não só a vertente competitiva interessa aos atletas. A força desta marca arrasta multidões, um mediatismo que lhes permite dar grande retorno aos seus patrocinadores.”

Nem só de atletas profissionais se faz esta prova. Como aperitivo de véspera, o IRONKIDS convida os mais pequenos a experimentar o triatlo. No dia do evento principal, além da vertente individual, estão também em competição as prestações por equipas de estafetas na everis Corporate Division, feita à medida das empresas que delegam em cada membro um dos segmentos deste enorme desafio à resistência humana. “A estafeta acrescenta, na nossa perspetiva, a forma visível da generosidade e da ligação entre pessoas e o seu compromisso mútuo” sublinha o CEO da everis, Miguel Teixeira.

Fonte: 3 Iron Sports

“Mulheres na competição… Maria Martins vice-campeã europeia de eliminação”

“Campeonato da Europa de Pista Sub-23 e Juniores”

Por: José Carlos Gomes

Os bons resultados da Equipa Portugal continuam em Sangalhos, no Campeonato da Europa de Pista, com Maria Martins a ganhar a medalha de prata na prova júnior de eliminação, um dia depois de Rui Oliveira e de Ivo Oliveira terem dado ao país uma medalha de ouro e uma de prata, respetivamente.

A corredora júnior portuguesa fez uma corrida taticamente bem conseguida, sempre marcada e marcando a italiana Letizia Paternoster, grande favorita à partida. No momento em que foi preciso uma maior definição, Maria Martins não enjeitou responsabilidades e assegurou que estava entre as três corredoras que subiriam ao pódio.

Na luta a três pelas melhores posições, Maria Martins conseguiu suplantar a britânica Pfeiffer Georgi, que se contentou com o bronze, mas não conseguiu resistir a uma ponta final demolidora de Letizia Paternoster, acabando na segunda posição, atrás da italiana.

“Ganhar mais uma medalha de prata é uma sensação inesquecível. Não comecei a corrida logo a pensar nas medalhas, mas apenas focada em dar o meu melhor. Foi com o decorrer da prova que percebi que podia chegar ao pódio. No sprint para decidir as três primeiras foi a loucura, porque estava entre elas. Mas continuei a dar tudo até ao fim. É fantástico ver a bandeira de Portugal no pódio”, afirma Maria Martins, que conquista a segunda medalha em Europeus de juniores, depois de há um ano ter sido vice-campeã de scratch, também batida pela corredora que hoje foi a primeira, a italiana Letizia Paternoster.

A medalha de prata de Maria Martins é a terceira de Portugal ao fim de dois dias de competição, compensando uma jornada em que os resultados lusos não surgiram, destacando-se, pela negativa, o azar que bateu à porta de César Martingil, que sofreu uma queda a três voltas do fim da corrida de scratch para sub-23. O acidente atirou o ribatejano para o 22.º e último lugar de uma prova em que chegou a ser protagonista, rodando no grupo de favoritos que esteve adiantado face ao pelotão grande parte da prova.

A medalha de ouro em scratch acabou conquistada pelo bielorrusso Yauheni Karaliok, que subiu ao pódio acompanhado pelo medalhado olímpico dinamarquês Niklas Larsen, vice-campeão, e pelo russo Maksin Piskunov, terceiro classificado.

Soraia Silva também competiu em scratch para sub-23, conseguindo uma prestação de boa qualidade, mantendo-se firme no grupo principal, mesmo nos momentos em que a velocidade era maior e algumas corredoras mostravam debilidade. Acabou na 11.ª posição. A vitória foi para a italiana Rachele Barberi, seguida pela britânica Eleanor Dickinson e pela olímpica dinamarquesa e campeã mundial de estrada, Amalie Dideriksen.

As cores nacionais também estiveram representadas na prova de eliminação para juniores masculinos. Foi João Dinis que colocou Portugal neste pelotão, concluindo a corrida a meio da tabela, no 11.º posto. O italiano Michele Gazzoli foi o vencedor, seguido pelo irlandês Jb Murphy e pelo espanhol Unai Iribar, repescado para o pódio por desqualificação do britânico William Tidball.

Numa tarde com nove finais, Portugal marcou lugar na final direta de 1 km contrarrelógio para juniores, através de dois estreantes. Wilson Esperança foi o vigésimo classificado e Francisco Moreira alcançou o 23.º registo. O mais forte desta competição acabaria por ser o russo Pavel Perchuk. O segundo foi o alemão Carl Hinze e Jakub Stastny fechou o pódio.

O público de várias nacionalidades que tem acorrido ao Velódromo Nacional assistiu ainda a quatro finais sem a presença de portugueses. No escalão de sub-23 a Grã-Bretanha ganhou a prova masculina de velocidade por equipas, diante da Rússia e da Polónia. Na mesma disciplina, mas no setor feminino, impôs-se a Holanda, mais forte do que a França e a Rússia, que também subiram ao pódio.

Em juniores disputaram-se as finais masculina e feminina de perseguição por equipas. Os mais fortes entre os rapazes foram os russos, seguidos pelos britânicos e pelos suíços. Entre as raparigas as pedaladas mais fortes pertenceram às italianas, que tiveram maior oposição das holandesas e das russas, segundas e terceiras, respetivamente.

O programa do Campeonato da Europa para esta quinta-feira contempla provas entre as 9h30 e as 14h00 e entre as 16h30 e as 21h00. Vão pedalar Francisco Moreira e Wilson Esperança na corrida perseguição individual para sub-23, marcada para as 10h20, e Rui Oliveira e Miguel do Rego, na disciplina de 1 km contrarrelógio, a partir das 17h50.

Fonte: FPC

domingo, 16 de julho de 2017

“O sexo feminino no cicloturismo…Passeio de Arraiolos.2017”

Momentos do evento do 24º Passeio de Arraiolos.2017

Texto: José Morais

Fotos: Arquivo Notícias do pedal

Continuamos com a apresentar as presenças femininas nos passeios de bicicleta, desta vez, no “24º Passeio de Arraiolos.2017” realizada no domingo 9 de julho em Arraiolos.

Umas pousaram para a nossa objetiva, outras, a nossa objetiva captou-as, e as fotos aqui ficam, em especial hoje, muitas das fotos do sexo feminino estão muitas vezes junto ao sexo masculino, mas desta vez o enquadramento justificou, e também é importante mostrar não só as que pedalam, mas também aquelas que acompanham e apoiam.

Sendo este espaço dedicado especialmente e apenas ao sexo feminino, não serve só para apresentar as fotos por nós capturadas, mas também de todas ou todos, mais uma vez apelamos a todas ou todos que nos queiram enviar fotos, relatos, ou tudo aquilo que tem a ver com a bicicleta no sexo feminino, por isso, força, enviem, cá esperamos esses bons momentos.

Podem enviar para o nosso e-mail: noticiasdopedal@gmail.com  


Ainda podem visualizar o vídeo deste passeio nos nossos canais de televisão, para que possui MEO, posição 531450, quem não possuir pode ver no YouTube em: https://www.youtube.com/watch?v=nlhofAd5Asc

Boas pedaladas.

Clique para ampliar as fotos:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

sábado, 15 de julho de 2017

“Mulheres na competição…"Mundial: Melanie Santos foi 37.ª na etapa de Hamburgo”

Flora Duffy venceu a prova

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

A portuguesa Melanie Santos terminou este sábado no 37.º lugar a quinta etapa do Mundial de triatlo, em Hamburgo, vencida por Flora Duffy, das Bermudas, que somou o seu terceiro triunfo do ano.

A triatelta do Benfica concluiu a prova em 01:02.41 horas, mais 3.41 minutos do que Duffy.

A australiana Ashleigh Gentle, segunda do campeonato, terminou na segunda posição, a 31 segundos da vencedora, enquanto a alemã Laura Lindermann assegurou o último lugar do pódio, ao gastar mais 41 segundos do que Duffy.

Fonte: Record on-line

segunda-feira, 10 de julho de 2017

“Mulheres na competição…“Daniela Reis termina em 56.º lugar no Giro Rosa”

Anna Van der Breggen vence a prova

Por: Lusa

Foto: Facebook Daniela Reis

A ciclista portuguesa Daniela Reis (Lares Waowdeals) terminou este domingo o Giro Rosa na 56.ª posição, no final da 10.ª e última etapa, que consagrou a holandesa Anna Van der Breggen (Boels-Dolmans) como vencedora.

Na última tirada, com uma extensão de 124 quilómetros em Torre del Greco, a corredora lusa terminou em 37.º lugar, a 3.15 minutos da vencedora, a norte-americana Megan Guarnier (Boels-Dolmans), que cortou a meta ao fim de 03:09.37 horas.

Daniela Reis acabou por ser a melhor classificada da equipa belga que representa, terminando na 56.ª posição entre 130 ciclistas que terminaram aquela que é considerada a maior prova do calendário feminino, a 45.38 minutos da campeã olímpica de estrada nos Jogos Rio'2016.

A temporada de Van der Breggen, de 27 anos, continua a bom nível, tendo alcançado a segunda vitória no Giro Rosa, que já tinha conquistado em 2015, além de dois terceiros lugares em 2014 e 2016, ano em que a vencedora da tirada deste domingo, e colega de equipa da holandesa, ficou no primeiro posto.

"Dei o que tinha e o que não tinha. Mais do que tudo estou feliz por ter terminado a minha primeira grande volta", afirmou Daniela Reis, campeã nacional de fundo e contrarrelógio em 2015 e 2016, através da rede social Facebook.

Fonte: Record on-line

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Mulheres na competição...Claudia Cretti gravemente ferida”

Após queda na sétima etapa do Giro Rosa

Por: Lusa

Foto: Getty Images

A italiana Claudia Cretti (Valcar-PBM) ficou esta quinta-feira gravemente ferida numa queda violenta durante a sétima etapa da Volta a Itália feminina em bicicleta, encontrando-se internada no Hospital de Benevento, anunciou a organização da prova.

A Valcar-PBM informou, em comunicado, que a queda da atleta aconteceu quando "rodava a 90 quilómetros por hora" durante uma descida, sendo que os médicos temem "que existam danos cerebrais".

A equipa da ciclista, de 21 anos, pediu "respeito à família" de Cretti, que caiu a meio da ligação de 142 quilómetros entre Isernia e Baronissi, no sul de Itália, a sétima de 10 etapas do Giro Rosa, a mais importante prova de ciclismo do circuito feminino.

A única portuguesa em prova é Daniela Reis (Lares Waowdeals), que esta quinta-feira foi 84.ª na etapa, a 11.55 minutos da vencedora da tirada, a espanhola Sheyla Gutiérrez (Cylance), caindo para 63.º posto na geral, a 21.57 da líder, a holandesa Anna van der Breggen (Boels-Dolmans).

Fonte: Record on-line

domingo, 2 de julho de 2017

“Mulheres na competição…Campeonato Nacional fundo feminino”

Celina Carpinteiro campeã nacional de elite
Por: José Carlos Gomes

Celina Carpinteiro (5Quinas/Município de Albufeira) sagrou-se hoje campeã nacional de fundo na categoria de elite, impondo-se na prova de 106,8 quilómetros, realizada em Castelo de Vide.

A prova de elite acabou por revelar-se uma corrida de eliminação, com o pelotão a perder elementos de volta para volta. A formação 5 Quinas/Município de Albufeira revelou-se a mais potente, conseguindo ocupar por completo o pódio.

Celina Carpinteiro ganhou, com 3h30m21s, seguida de perto por Irina Coelho, com o mesmo tempo, e por Madalena Almeida, a 3 segundos. Foi o quarto título nacional de fundo na categoria de elite conquistado por Celina Carpinteiro, que já triunfara em 2011, 2013 e 2014.

“Cada título é especial. O meu objetivo não somar títulos, cada um tem uma história. O de hoje é especial porque significa a recuperação de uma camisola, naquele que é, provavelmente, o ano em que me sinto melhor, algo que só se consegue com muito trabalho. O facto de o nível ter vindo a aumentar no ciclismo feminino motiva-nos mais para trabalhar”, afirma Celina Carpinteiro.

A corredora destaca ainda a conquista da equipa, que conseguiu todos os lugares no pódio de elite. “Era um objetivo que tínhamos. Embora soubéssemos que era ambicioso, ficou provado que era alcançável”, declara a vencedora da corrida principal.

Maria Martins (Bairrada) continua imparável na categoria de juniores. Depois do triunfo concludente no contrarrelógio, venceu hoje a prova de fundo, 80,1 quilómetros, com 2h37m40s. Foi seguida por Marta Branco (Maiatos/Reabnorte), a 14 segundos, e por Diana Fortes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), a 2m00s.

Daniela Campos (5Quinas/Município de Albufeira) confirmou o favoritismo nos 53,4 quilómetros da corrida de cadetes. Venceu isolada, com 1h42m37s, deixando a segunda classificada, Rafaela Ramalho (Maiatos/Reabnorte), a 1m04s. A terceira, a 1m34s, foi Joana Pereira (5Quinas/Município de Albufeira).

A corrida master começou a definir-se na primeira das duas voltas ao circuito de 26,7 quilómetros. Raquel Marques (ASC/Focus Team/Vila do Conde), Elisete Sousa (5Quinas/Município) e Ângela Gonçalves (BTT Seia) isolaram-se do pelotão e discutiram a corrida entre elas. Na aproximação à chegada, Raquel Marques isolou-se e juntou o título de fundo ao de contrarrelógio, ao fim de 1h40m08s. Elisete Sousa foi a segunda, a 8 segundos, e Ângela Gonçalves a terceira, a 23 segundos.

O programa do Campeonato Nacional de Estrada encerra na tarde hoje com a prova de fundo para juniores. Os corredores de 17 e 18 anos vão completar cinco voltas ao circuito de Castelo de Vide, totalizando 133,5 quilómetros.

Fonte: FPC
 

“O sexo feminino no cicloturismo…9º Passeio Mafra/Gare.2017”

Momentos do evento do 9º Passeio Mafra/Gare.2017

Texto: José Morais

Fotos: Arquivo Notícias do pedal

Continuamos com a apresentar as presenças femininas nos passeios de bicicleta, desta vez, no9º Passeio Mafra/Gare.2017, realizada no domingo 2 de julho em Mafra, apesar de apenas ter sido uma mulher a participar, merece sem dúvida destaque, como ainda outra que apoiaram e colaboraram no evento.

Umas pousaram para a nossa objetiva, outras, a nossa objetiva captou-as, e as fotos aqui ficam, em especial hoje, muitas das fotos do sexo feminino estão muitas vezes junto ao sexo masculino, mas desta vez o enquadramento justificou, e também é importante mostrar não só as que pedalam, mas também aquelas que acompanham e apoiam.

Sendo este espaço dedicado especialmente e apenas ao sexo feminino, não serve só para apresentar as fotos por nós capturadas, mas também de todas ou todos, mais uma vez apelamos a todas ou todos que nos queiram enviar fotos, relatos, ou tudo aquilo que tem a ver com a bicicleta no sexo feminino, por isso, força, enviem, cá esperamos esses bons momentos.

Podem enviar para o nosso e-mail: noticiasdopedal@gmail.com    

Podem ainda visualizar as fotos deste evento em:
Ainda podem visualizar o vídeo deste passeio nos nossos canais de televisão, para que possui MEO, posição 531450, quem não possuir pode ver no YouTube em: https://www.youtube.com/user/noticiasdopedaltv/videos?sort=dd&view=0&shelf_id=0  

Boas pedaladas.

Clique para ampliar as fotos: